sábado, 1 de janeiro de 2011

CHAVES MESTRAS = PRIMEIRA

O MELHOR INTERPRETE DA BÍBLIA É A PRÓPRIA BÍBLIA!  ELA NÃO SE CONTRADIZ!
Antes de aceitar como correto qualquer "auto entendimento", ou acatar como verdadeiro qualquer ensino que lhe for feito, tenha em mente esta afirmativa que se constitui no principio universal de toda e qualquer interpretação bíblica que se preze. Quando, esse principio universal é devidamente considerado, será encontrado na BÍBLIA varias passagens que são verdadeiras chaves mestras, e qualquer ensino, afirmação, ou interpretação que contradiga ou que não possa ser explicada à luz destas chaves mestras, deve ser considerado de caráter duvidoso. Como ilustração, serão feitos a seguir alguns comentários sobre três dessas chaves mestras, que nos dias atuais, abrem um entendimento que possibilita refutar uma serie de pregações anti bíblicas.
E ao homem o Senhor Deus disse: "porquanto deste ouvido à voz de tua mulher e comeste do fruto da arvore, que eu havia advertido que não comesse  MALDITA É A TERRA POR TUA CAUSA; em fadiga comerás dela todos os dias de tua vida. Ela te produzirá espinhos e abrolhos; e comerás das ervas do campo. Do suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela foste tomado; porquanto és pó e ao pó tornarás." Gênesis 3. 17 a 19.
PONTO 1: Não se pode esquecer que a afirmação e a promessa feita por DEUS logo após a constatação da  rebeldia de Adão, jamais foi ou será revogada, invalidando portanto, qualquer tipo de ensino que afirme ser possível a restauração do homem durante sua existência terrena, pois o ciclo processual da promessa de DEUS será cumprido de acordo com sua vontade, já que a sua soberania está acima de tudo e de todos.
PONTO 2 : A encarnação, crucificação e ressurreição de JESUS, não eliminou e, muito menos modificou qualquer detalhe da promessa que DEUS proferiu no Jardim do Éden. Pela GRAÇA, e unicamente por ela, aos homens que reconhecerem serem portadores do VÍRUS da rebeldia de Adão, foi oferecido após o cumprimento da promessa, a oportunidade de habitarem em uma nova terra em um novo corpo :"corpo ressurreto". Ou seja, a OBRA DA CRUZ deixa claro que o compromisso para com o homem está firmado exclusivamente nesta oferta, tal como o apostolo João ensina em 1ªJoão 3.25  "e esta é a promessa que ele nos fez: a VIDA ETERNA". 
FABIO S. FARIA.

0 comentários:

Blogger Template by Clairvo